Páginas

Pesquisar este blog

Sejam Bem Vindos!

Este espaço também é seu.

domingo, 5 de setembro de 2010

BOLETIM SEPE-NITERÓI

Av: Amaral Peixoto 450/305, Fone: (21- 26227762)

sepeniteroi@yahoo.com.br



EDUCAÇÃO MUNICIPAL VOTA GREVE EM ASSEMBLÉIA!

Desde o dia 01 de julho os profissionais da educação da Rede Municipal estão em Estado de Greve em luta contra os ataques do Governo Jorge Roberto do PDT e seu aliado Cláudio Mendonça presidente da Fundação Municipal de Educação, inimigos históricos da educação que mantém uma política de aprofundamento do projeto de privatização na Rede municipal e Estadual.

Ao longo desse tempo que a categoria está em luta. Tivemos paralisações assembléias e audiências com o governo, as quais não avançaram em nada nas nossas reivindicações. O governo então avança e lança o maior ataque a categoria: a homologação da lei “Adote uma escola”, que na sua totalidade era uma lei que privatizava a educação, colocando nas mãos da iniciativa privada a administração das nossas escolas. Este programa desresponsabilizava o poder público da Educação Municipal, dando total autoridade às empresas de utilizarem nossas escolas a serviço dos interesses dos empresários, contratando, colocando outdoor nas escolas, slogan das empresas nos uniformes dos alunos colocando em xeque o que defendemos: a educação pública, gratuita e de qualidade que garanta os concursos públicos e os direitos dos profissionais da educação.



VITÓRIA: MOBILIZAÇÃO DA CATEGORIA

REVOGA LEI QUE PRIVATIZA EDUCAÇÃO EM NITERÓI!



A categoria teve a dimensão do significado dessa lei e foi a LUTA. No dia 25 de agosto, fizemos uma paralisação com ato em frente a Prefeitura, denunciando cada vereador que tinha votado a favor dessa lei.

Após o ato, votamos em assembléia o indicativo de greve para ser discutido com a categoria no dia 01 de setembro, após o seminário de Educação organizado pelo SEPE. No mesmo dia da nossa paralisação, a Câmara votou a revogação da lei, uma vitória importantíssima da nossa mobilização.

Após o seminário da rede, que discutiu profundamente o processo de privatização e retirada de direitos em curso na Educação, foi instaurada a assembléia que deliberou GREVE.

É preciso avançar na luta! O governo ao votar a revogação da lei deixou claro que estaria dando um passo atrás para dar um maior à frente, ou seja: além de não atender as nossas reivindicações, ameaça a Educação de que um ataque maior está para vir. Após dois meses de intensa mobilização, decidimos conjuntamente pela GREVE, e o único culpado é o governo Jorge Roberto que não atende nossas reivindicações.



NOSSO CALENDÁRIO DE LUTA:



Ü 07/09: TODOS À MARCHA DA EDUCAÇÃO:

Junto com o grito dos excluídos faremos a primeira atividade de greve. Após o desfile da Independência, os profissionais da educação ocuparão a Avenida Amaral Peixoto, vestidos de preto e com nossas faixas, que demonstram para a sociedade que a Educação segue em luta, desmascarando o governo Municipal e o descaso com a Educação;



ü 09/09: ASSEMBLÉIAS SETORIAIS PARA ORGANIZAR O MOVIMENTO EM CADA PÓLO:

Após a votação que deliberou a GREVE votamos a realização das assembléias setoriais que fortalecerão a luta em cada pólo.



Ü 10/09: ASSEMBLÉIA GERAL DA REDE DIA ÀS 9HS NO DCE:

Essa assembleia será para deflagrar a greve na rede municipal da educação.



SEM LUTA NÃO HÁ VITÓRIA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário